Bardal é preso suspeito de extorquir assaltantes de banco

Tiago Bardal, ex-superintendente estadual de investigações criminais do Maranhão, foi preso na manhã desta quarta-feira (28) suspeito de praticar extorsão contra uma  quadrilha de assaltantes de bancos. Além  de Tiago Bardal, tiveram a prisão preventiva decretada os advogados Werther Ferraz Junior e Ary Cortez Prado Junior e o investigador João Batista de Sousa Marques.

Segundo informações do secretário da Segurança, Jefferson Portela, as investigações dão conta de que o crime de extorsão começou logo após a prisão de alguns integrantes da quadrilha de assaltantes. A suspeita é de que Bardal e os demais envolvidos tinham acesso as informações dos crimes da quadrilha e assim facilitavam a ação em troca de R$ 100 mil por assalto realizado, como uma espécie de “pedágio”.

Ainda segundo o secretário, a denúncia contra Tiago Bardal, já havia sido feita há, pelo menos, dois anos, mas acabou sendo arquivada por descrédito. Agora, após a reabertura do caso pela 1ª Vara de Combate ao Crime Organizado da capital algumas pessoas foram ouvidas e as investigações apontaram o suposto envolvimento do ex-superintendente, dos advogados e do investigador.

Tiago Bardal e João Batista de Sousa Marques foram encaminhados para a Delegacia da Cidade Operária e os advogados para o sistema prisional.

A participação de outros policiais continua sendo investigada.

Comente

%d blogueiros gostam disto: